× Capa Textos Áudios Perfil Livro de Visitas Contato Links
Wilson Magalhães
Poesias e Músicas
Textos
NADA MUDOU
Quem explica o mistério desse despautério que é irmão matando irmão
Tanto sangue derramado em nome da paz ou da sede de dominação
Inocentes espalhados no chão
Sem sequer saber qual é a razão (2x)

Balas cortando os ares, bombas destruindo lares
Baionetas devastando sonhos e canções

Quem explica o mistério desse despautério, guerra de desinformação
Tantos homens enganados em nome do caos ou da sede de dominação
Crentes que estão com toda a razão
Sem sequer saber aonde estão (2x)

Robôs tomando lugares, post destruindo lares
Mentiras castrando sonhos e canções

Balas cortando os ares, bombas destruindo lares
Baionetas devastando sonhos e canções

Robôs tomando lugares, post destruindo lares
Mentiras castrando sonhos e canções

Nada mudou
Wilson Magalhães
Enviado por Wilson Magalhães em 05/04/2021
Alterado em 05/04/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Áudios Relacionados:
NADA MUDOU - Wilson Magalhães
Comentários

RETRATO FALADO

 

Torço para um time, mas posso mudar

Depende pra onde o vento tocar

Casei muitas vezes, defendo o lar

Meu último filho pensei abortar

 

Meu sêmen é forte, sou macho espada

Juro que até hoje, não dei uma brochada

Nem sempre acontece a coisa esperada

Nasceu uma fêmea de uma fraquejada

 

Repito versículos como devoção

Mas quando discurso falo palavrão

Misturo interesses com religião

As coisas do céu com as coisas do chão

 

Minha ignorância, chamo de estilo

Neguei a vacina, não virei crocodilo

Escondo os gastos, as contas, os vacilos

Pra ninguém saber, cem anos de sigilo