× Capa Textos Áudios Perfil Livro de Visitas Contato Links
Wilson Magalhães
Poesias e Músicas
Textos
OUTUBRO ROSA
Tem assuntos que evitamos
Por puro preconceito ou receio
Como uma consulta ao médico
Ou mesmo um apalpar no seio

Por superstição evita-se o nome
Dando aso a infundado medo
Contudo, é provável a cura
Quando descoberto mais cedo

Toda prevenção, claro, é válida
Mas essencial manter em dia
A consulta regular ao médico
O exame de mamografia

Pelo menos uma vez por mês
Logo após a menstruação
O autoexame é importante
Pois facilita a detecção

Às vezes pequenos detalhes
Podem fazer toda a diferença
Não deixemos que a prevenção
Seja prejudicada pela crença

Um líquido escorrendo do mamilo
Veias expostas, vermelhidão
Assimetria entre as mamas
Um afundamento na região

Um caroço que não some
Normalmente nódulo indolor
Inchaço, inversão de mamilos
Na pele o excesso de calor

Pode parecer pouco importante
Ou sentimento fora de lógica
Mas de fora não dá pra sentir
A tensão psicológica

A preocupação com a estética
Com a expectativa do consorte
Mas para tudo tem jeito
Só não tem jeito para morte
Wilson Magalhães
Enviado por Wilson Magalhães em 08/10/2022
Comentários

RETRATO FALADO

 

Torço para um time, mas posso mudar

Depende pra onde o vento tocar

Casei muitas vezes, defendo o lar

Meu último filho pensei abortar

 

Meu sêmen é forte, sou macho espada

Juro que até hoje, não dei uma brochada

Nem sempre acontece a coisa esperada

Nasceu uma fêmea de uma fraquejada

 

Repito versículos como devoção

Mas quando discurso falo palavrão

Misturo interesses com religião

As coisas do céu com as coisas do chão

 

Minha ignorância, chamo de estilo

Neguei a vacina, não virei crocodilo

Escondo os gastos, as contas, os vacilos

Pra ninguém saber, cem anos de sigilo